Primeira noite na nova casa

Minha cabeça não para. São muitos pensamentos ao mesmo tempo. Estou deitada na nova cama, na nova casa e no novo bairro. O sentimento desse momento não é o que eu esperava. Eu sabia que ia sentir um pouco de medo, mas não sabia que ia ficar tão agitada assim. Eu achei que seria mais ação. Mais euforia e menos estagnação.

Não vou conseguir dormir tão cedo pois o processo de mudança foi cansativo, então eu dormi a tarde toda. Está frio e aqui é confortável, mas meus pensamentos mudam de um a outro em menos de um segundo e isso está me deixando nervosa.

Estou ansiosa para saber como é acordar aqui. Fazer café, tomar banho, ler e sair pro trabalho… Estou ansiosa para ver como a minha produtividade vai aumentar. Não tenho mais desculpas para procrastinar. Aqui tenho meu espaço e tranquilidade para trabalhar.

Antes de pegar o laptop para escrever, eu estava deitava olhando pro teto com a minha mente a mil por hora. E assim que pensei em escrever, pensei também porque não peguei o laptop logo, antes de quase surtar com tantos pensamentos.

Eu sei que essa foi uma decisão e tanto. Uma mudança brusca na minha rotina e na minha vida. Agora sou eu e eu por mim. É a minha chance de fazer dar certo. De realizar tudo o que eu venho planejando e planejando; um loop de planejamento sem fim.

Vai dar tudo certo.